AVIAÇÃO

Avianca deixa de operar no Aeroporto Internacional do Recife


A companhia aérea concentra em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, e Salvador

Arlene Carvalho
Arlene Carvalho
Publicado em 29/04/2019 às 8:42
Foto: Arnaldo Carvalho / JC Imagem
FOTO: Foto: Arnaldo Carvalho / JC Imagem
Leitura:

A partir desta segunda-feira (29), a Avianca já não opera mais no Aeroporto do Recife, localizado na Imbiribeira, Zona Sul do Recife. A companhia aérea concentra os vôos nos aeroportos de Congonhas, em São Paulo; Santos Dumont, no Rio de Janeiro; Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, Distrito Federal; e Dep. Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, Bahia.

A Avianca iniciou os cancelamentos no último dia 13, quando foi obrigada a devolver aeronaves por falta de pagamento.

A restrição das atividades traz mais transtornos e incertezas para quem comprou a passagem e não sabe quando embarca. No Aeroporto do Recife, o guichê da companhia se transformou num dos pontos mais procurados.

Passageiros têm antecipado a chegada do horário do vôo, porém, a resolução do problema não é certeza para todos. Poucos ficaram satisfeitos com a empresa, que em nota, classificou como cancelamento pontual de alguns vôos.

Direitos

Em caso de atraso ou cancelamento, uma resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estabelece os seguintes procedimentos:

  • A partir de uma hora de demora, o passageiro tem direito a comunicação seja por telefone, internet ou outros meios.
  • A partir de duas horas, a alimentação deve ser fornecida através de refeição, lanche ou “voucher”.
  • A partir de quatro horas, hospedagem, somente em caso de pernoite no aeroporto e transporte de ida e volta.
  • Passou desse horário, a companhia aérea deve oferecer ao passageiro as opções de reacomodação em outro vôo, reembolso integral do valor da passagem ou execução do serviço por outro meio de transporte.

Na sexta-feira, o Procon Pernambuco notificou as empresas Azul, Gol e Latam para apresentar lista de voos e assentos disponíveis. A iniciativa tem como finalidade garantir espaço para quem precisa ir para Petrolina, Salvador, Brasília e São Paulo.

Além de garantir o direito dos passageiros, o Procon está de olho no aumento do preço da passagem nos trechos operados pela Avianca.A companhia aérea orienta os consumidores a consultarem o site da empresa para obterem informações.


Mais Lidas