ACUSADO

MPPE concede aposentadoria a Ugiette com remuneração integral


O promotor Marcellus Ugiette foi afastado do cargo em agosto do ano passado acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 30/04/2019 às 17:30
Sérgio Bernardo/ JC Imagem
FOTO: Sérgio Bernardo/ JC Imagem
Leitura:

O promotor de Justiça Marcellus Ugiette conseguiu a aposentadoria, concedida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com remuneração integral. Ele está afastado das atividades desde agosto de 2018 acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A concessão foi assinada pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, e foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (30). Apesar de responder a três denúncias criminais e também a processos administrativos, Marcellus Ugiette irá receber todos os benefícios previstos por lei.

Leia também

Marcellus Ugiette ganhou iPhone 7 e R$ 3 mil de detento, diz MPPE

Marcellus Ugiette deve receber quatro punições administrativas

Promotor Marcellus Ugiette é denunciado por corrupção passiva

A aposentadoria voluntária foi solicitada pelo promotor em 25 de março deste ano. Na última semana, em parecer, a subprocuradora geral de Justiça em Assuntos Administrativos, Maria Helena da Fonte, deferiu o pedido. “Eu já tinha direito à aposentadoria desde 18 de junho de 2015. Quando os processos administrativos foram concluídos, fiz a solicitação formal. Agora, vou me dedicar a responder os processos criminais. Vou ser absolvido com a graça de Deus”, afirmou o promotor, por telefone, ao Ronda JC.


Mais Lidas