ECONOMIA

Consumidor deve gastar, em média, R$ 220 no presente do Dia das Mães


O Dia das Mães é a segunda melhor data para o comércio, perdendo apenas para o Natal

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 03/05/2019 às 14:06
Marcelo Camargo/Agência Brasil
FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

Segundo levantamento realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio-PE) e o Sebrae, quatro em cada cinco pessoas entrevistadas pretendem presentear as mães. A instituição acredita que a pesquisa, feita na Região Metropolitana do Recife reflete um cenário de retomada lenta e gradual dos níveis de confiança do consumidor e do empresário.

Em termos de vendas, o Dia das Mães é a segunda melhor data para o comércio, perdendo apenas para o Natal. De acordo com o economista da Fecomércio Rafael Ramos, houve um aumento em relação à intenção de compras se comparado ao período do ano passado.

De acordo com a Fecomercio-PE, os shoppings são a principal opção de 45% dos consumidores entrevistados, enquanto 40% optam por estabelecimentos do comércio tradicional.

Apesar da expectativa otimista da Fecomércio-PE, há aqueles que vão presentear as mamães, mas tentando economizar. É o caso da jornalista e professora Juliana Guerra, que ainda não comprou o presente, mas já tem planos em mente.

Já a advogada Isabela Nóbrega, que sem emprego formal, no momento, vai dividir o gasto com o irmão.

Confira os detalhes na reportagem de Ísis Lima:

Comemoração fora de casa

Para aquela comemoração do Dia das Mães fora de casa, em restaurantes, bares ou lanchonetes, a sondagem da Fecomércio mostrou que os consumidores pretendem gastar, em média, R$ 193.


Mais Lidas