IMPUNIDADE

Em PE, 169 homicídios foram encerrados sem a polícia apontar culpado


Dos 169 homicídios sem culpados apontados em 2018, 154 foram registrados em municípios do interior de Pernambuco

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 06/05/2019 às 14:55
Acervo/ JC Imagem
FOTO: Acervo/ JC Imagem
Leitura:

Em 2018, 169 casos de homicídio foram encerrados sem que a Polícia Civil de Pernambuco conseguisse achar os autores. Esses dados foram levantados com exclusividade pelo blog Ronda JC. Se já não bastasse o luto pela pessoa que teve a vida ceifada, familiares e amigos agora precisam conviver com a impunidade.

Para o presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe), Francisco Rodrigues, há relatos internos que dizem que o Governo do Estado dá prioridade para investigar crimes do ano vigente.

Dos 169 homicídios sem culpados apontados, 154 foram registrados em municípios do interior. As cidades que registraram maior número de casos de impunidade foram Toritama com 11, Taquaritinga do Norte com 9, Gameleira com 7 e Palmares com 6. Ainda segundo o presidente da Adeppe, a falta de profissionais e estrutura para trabalho nesses locais são alguns dos principais fatores para o problema.

Confira os detalhes na reportagem de Thiago Barreto:

Resposta

Em nota, a Polícia Civil afirmou que “para um inquérito policial ser concluído são necessários diversos fatores: ouvidas, perícias, cruzamento de informações, exames e autorizações judiciais, entre outras diligências que são realizadas para todos os casos. A polícia só conclui um inquérito de homicídio e envia à justiça sem apontar a autoria, quando estão esgotadas todas as possibilidades para a elucidação do crime. No entanto, se surgir uma nova evidência, o caso pode ser reaberto”.

A nota disse ainda que os inquéritos remetidos sem autoria representam 7% do total das investigações de homicídios concluídas pela polícia.


Mais Lidas