ESTRAGO

Só Deus sabe como eu estou, desabafa comerciante após incêndio na Feira da Sulanca


Um incêndio atingiu parte da Feira da Sulanca, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, nesta segunda-feira (6)

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 07/05/2019 às 15:27
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Após o incêndio de grandes proporções que foi registrado na noite desta segunda-feira (6) na Feira da Sulanca, em Caruaru, no Agreste do Estado, os sulanqueiros atingidos pelo fogo começaram a contabilizar os prejuízos.

Nesta terça-feira (7), os comerciantes foram ao Parque 18 de Maio, onde acontece a Feira da Sulanca, para tentar recuperar alguma coisa. “Foi tudo demolido pelo fogo, hoje só restam cinzas. Infelizmente, perda total (...) O prejuízo é de R$ 15 mil, aproximadamente”, contou o sulanqueiro Mario.

Já o senhor Erivaldo não conseguiu conter as lágrimas diante do estrago. Ele perdeu quase R$ 14.500. “Só Deus sabe como eu estou querendo ser forte para não chorar, mas infelizmente quando você começa a cair na real, o quanto que você trabalhou, o quanto que você construiu para, de repente, em questões de segundos, você ver tudo destruído”, desabafou.

Confira os detalhes na reportagem de Berg Santos:

Ações emergenciais

Uma coletiva de imprensa foi realizada durante a manhã na sede da Prefeitura de Caruaru sobre as ações emergenciais que serão desenvolvidas. O secretário extraordinário da Feira, José Pereira, anunciou as primeiras medidas. Segundo ele, todas as secretarias estão trabalhando juntas para auxiliar as vítimas.

[PUBLICIDADE]

A Prefeitura de Caruaru ainda está contabilizando o número de sulanqueiros atingidos. Até a próxima sexta-feira (10), a Secretaria de Ação Social e a Secretaria da Fazenda estão realizando o cadastro dos comerciantes. “Será feito um cadastro especial, em seguida nós vamos reuni-los na próxima semana e já temos a confirmação de uma empresa que vai nos fornecer bancos (...) serão instalados no local onde eles naturalmente comercializam. A prefeitura vai iluminar esses bancos”, detalhou.

Segundo o secretário, assim que a Polícia Civil concluir o trabalho investigativo na Feira da Sulanca, será realizada a retirada dos entulhos e um mutirão de limpeza e organização na área atingida pelo incêndio.


Mais Lidas