HOMENAGEM

Mãe Guerreira: conheça a mulher que largou emprego para cuidar de filho deficiente


A mãe de Arthur Vinícius, de 13 anos, criou uma ONG para ajudar outras crianças diagnosticadas com mielomeningocele

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 10/05/2019 às 12:07
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Há treze anos, a vida de Fabíola Maciel mudou completamente. Ela já era casada, com dois filhos, cuidava de dois enteados e estava grávida novamente. Os nove meses de gestação foram tranquilos, mas na hora do parto recebeu a notícia de que a criança tinha mielomeningocele, também conhecida como espinha bífida aberta. A doença causa deformidades ortopédicas e hidrocefalia.

Entre as centenas de histórias enviadas para a Rádio Jornal, na campanha Mãe Guerreira, a da administradora foi escolhida. Hoje, Arhur Vinícius, de 13 anos, recebe atendimento integral da mamãe, que abandonou o emprego para entender a deficiência de seu filho.

A luta e dedicação de Fabíola não ficaram apenas dentro de casa. Ela decidiu ajudar outros pais que enfrentavam as mesmas dificuldades e fundou o Instituto Arthur Vinícius (IAV). A instituição atende, atualmente, 35 crianças que possuem a mesma deficiência de seu filho. É um espaço lúdico de compartilhamento de experiências e ideias para as mães e crianças da ONG.

Confira a história desta mãe guerreira na reportagem de Lilian Fonseca:

Doações

O Instituto Arthur Vinícius (IAV) depende exclusivamente da ajuda de voluntários e de doações para seguir com o trabalho. Se você quiser ajudar, pode ligar para os telefones: 98877-4485 ou 3428-2899.

As doações em dinheiro podem ser feitas por meio de depósito bancário. Seguem dados abaixo:

Agência: 2992-0

Conta: 12700-00


Mais Lidas