INTEGRAÇÃO

Passageiros do Grande Recife reclamam dos serviços da integração temporal


A principal reclamação é do tempo cronometrado para não precisar pagar outra passagem

Pedro Guilhermino Alves Neto
Pedro Guilhermino Alves Neto
Publicado em 14/05/2019 às 11:11
Felipe Ribeiro/JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

O uso do cartão Vale Eletrônico Metropolitano (VEM), com as novas alterações que passaram a valer desde o dia 30 de abril, está causando transtornos para alguns passageiros. A principal reclamação é o tempo cronológico cronometrado de duas horas que o usuário tem para não precisar pagar outra passagem.

O atendente Gessé Vilanova diz que a mudança não foi favorável para os passageiros. “Se aqui é uma integração, não tem necessidade de a gente pagar outra passagem para pegar um ônibus. Eu acho injusto a gente pagar a passagem duas vezes enquanto a gente já paga na integração”, argumentou.

A doméstica Geovane da Silva afirma que todos os dias enfrenta dificuldade para usar o cartão. “Todas as noites, quando eu largo, tem uma fila imensa atrapalhando. Além de passar o cartão no ônibus, ainda tem que esperar mais para poder liberar o cartão na integração”, reclamou a passageira.

Para quem já teve problemas com o tempo, se comprovado o motivo, pode requerer o valor cobrado de volta. Mais de 140 usuários registraram reclamações com problemas no cartão, a maioria sobre valores cobrados de forma indevida.

Confira os detalhes na matéria de Mônica Rodrigues:

O coordenador de operações do Grande Recife, Mário Sérgio Cornélio, explica que o usuário pode ser ressarcido caso tenha sua passagem cobrada de forma duplicada. “Até a semana passada no dia 10 de maio, nós recebemos 142 registros de qualquer evento que tenha sido diferente da normalidade para o usuário. Desses três foram identificados que ultrapassou o horário limite de duas horas”, afirmou.

Nesta quarta-feira (15) é o último dia para adquirir o cartão VEM com o valor de R$ 10 de crédito. A partir de quinta (16), quem adquirir vai comprar pelo mesmo valor, mas com o desconto de R$ 4. “Esses quatro reais que serão debitados é o valor do cartão que será repassado para a Urbana-PE”, explicou.


Mais Lidas