PARALISAÇÃO

Protesto contra cortes na educação mobiliza estudantes e professores


A paralisação nacional da educação acontece nesta quarta-feira (15) e a expectativa é que sejam realizados protestos em todo o país

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 14/05/2019 às 17:59
Léo Motta/ JC Imagem
FOTO: Léo Motta/ JC Imagem
Leitura:

Marcada para esta quarta-feira (15), a paralisação nacional da educação será um protesto em resposta ao corte anunciado nas verbas da educação pública e contra a reforma da Previdência. A medida foi anunciada na semana passada pelo ministro Abraham Weintraub, que declarou o corte de 30% no orçamento das universidades federais.

"Das 100 melhores instituições de ensino superior, 90% são públicas", defende vice-reitor da UFRPE

De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores (CNTE), a paralisação vai acontecer em toda a rede pública do Brasil, com atos que vão acontecer em todas as capitais do País. O professor José Edson, presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pernambuco (Adufepe), explica a programação da instituição para a greve desta quarta.

Estudante critica corte

Aiany Queiroz, estudante de mestrado na UFPE, da área de exatas, veio do interior do Estado para realizar o curso na capital pernambucana, depois de ter se formado em biologia, no campus de Vitória de Santo Antão. Ela avalia que a situação, que atualmente já precisa de investimentos, vai ficar ainda pior com os cortes nas verbas.

Com o corte, UFPE, UFRPE e IFPE devem ter uma perda de mais de R$ 100 milhões nos orçamentos.

Os detalhes na reportagem de Felipe Rocha:


Mais Lidas