POLÍTICA

Presidente do Inep pede demissão


Pouco mais de cinco meses para o Exame Nacional do Ensino Médio, o Inep sofre com mais uma baixa

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/05/2019 às 22:49
Sem Crédito
FOTO: Sem Crédito
Leitura:

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Elmer Coelho Vicenzi, pediu demissão nesta quinta-feira (16).A informação foi confirmada pelo Ministério da Educação (MEC). De acordo com o órgão, a demissão foi “a pedido”. Ainda não há nome do substituto de Vicenzi. À seis meses da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e em meio aos caos que vive a pasta da educação, a demissão do presidente pega a todos de surpresa. Ele foi o 3º ocupante do órgão desde o começo do ano e ficou 24 dias no cargo.

Delegado de Polícia Federal, Vicenzi assumiu o Inep no dia 22 de abril. Ele foi chefe do Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos da Coordenação-Geral de Polícia Fazendária da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado e diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Autarquia vinculada ao Ministério da Educação, o Inep é responsável por avaliações como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), aplicado a estudantes desde a alfabetização até o ensino médio, além dos Censos Escolar e da Educação Superior.

Cargo Rotativo

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Texeira, teve sua primeira baixa em março, quando Ricardo Vélez Rodríguez, então ministro da educação, exonerou Marcus Vinicius Rodrigues. Em abril, Elmer Coelho Vicenzi foi anunciado como novo presidente. Ainda passou pela pasta Maria Inês Fini, demitida em janeiro desse ano. Ela estava Antes de Rodrigues estava no cargo Maria Inês Fini, demitida em 14 de janeiro. Ela estava no cargo desde 2016, por nomeação do ex-presidente Michel Temer.


Mais Lidas