Aproximação e estágio de convivência na adoção de adolescentes

Como os adolescentes encaram o processo de adoção e o primeiro contato com os pais foi o tema da coluna Atitude Adotiva

PROGRAMA MOVIMENTO
Aproximação e estágio de convivência na adoção de adolescentes

Adoção de adolescentes e período de convivência - Foto: Reprodução internet

Rádio Jornal

O momento de conhecer o tão sonhado filho pode não acontecer da forma idealizada pelos adotantes. Algumas questões podem promover um início diferente do esperado, seja ainda na aproximação ou já no estágio de convivência. É necessário estar atento ao que os sinais podem significar.  Para discutir esse assunto, o comunicador Marcelo Araújo conversou com o presidente do Grupo de Estudo e Apoio a Adoção de Olinda, Leandro Pinheiro. Ele que também é pai adotivo, explicou como os pais podem agir durante o primeiro encontro com filho, a diferença no modo como crianças e adolescentes se comportam e encaram esse processo e o quanto é comum os adolescentes interromperem o estágio de convivência. 

Ouça a coluna na íntegra:    

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.