AGRESSÃO

Pai acusado de matar filha de 5 meses espancada, é preso em São Lourenço

Segundo a mãe da vítima, o pai teria cometido o crime porque a criança nasceu menina

Pedro Guilhermino Alves Neto
Pedro Guilhermino Alves Neto
Publicado em 18/05/2019 às 15:21
Arquivo/JC Imagem
FOTO: Arquivo/JC Imagem
Leitura:

Um homem acusado de matar espancada a própria filha de 5 meses na Comunidade Sítio do Cajá, em São Lourenço da Mata, Região Metropolitana do Recife, foi preso na última sexta-feira (17). Augusto Silva da Cruz, 23 anos, espancava a vítima desde a última quarta-feira (15) e teria cometido o crime pelo motivo da criança ter nascido menina.

Segundo, Silvânia Maria Viana, mãe da vítima, o pai sempre queria ter um filho homem. “Ele nunca gostou de ter uma filha mulher, sempre quis ter um homem. Quando ela nasceu, ele não batia nela, só batia em mim, mas depois que ela cresceu começou a espancar ela”, afirmou.

A criança chegou a ser levada para o Hospital da Restauração, no Derby, Área Central do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A mãe da vítima, afirma ainda que vivia com o suspeito há 9 anos e sempre era agredida por ele, mas que depois do nascimento da filha, as agressões aumentaram. “Ele já batia em mim, mas nela não. Depois que ela completou 3 meses, ele começou a bater nela. Eu tinha medo dele, porque ele ameaçava a mim e a minha família”, completou.

O conselho tutelar da cidade foi acionado ainda no Hospital de São Lourenço. A conselheira Elizama Fernando conta que ainda tentaram ajudar quando foram acionados. “Nós fomos acionados pela equipe do hospital. Ao chegarmos no hospital, fizemos o levantamento da situação, mas a criança já estava sendo transferida para o hospital da Restauração”, finalizou.

Confira os detalhes na matéria de Bruna de Oliveira:

Augusto, que já tem passagens pela polícia, passa por audiência de custódia neste sábado (18).

Mais Lidas