Manifestação

Enfermeiros protestam em frente à Maternidade Barros Lima e ameaçam greve


Os profissionais são servidores municipais da Prefeitura do Recife e revindicam reajuste salarial

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 20/05/2019 às 11:37
Marcos Daniel/Divulgação
FOTO: Marcos Daniel/Divulgação
Leitura:

Um grupo de enfermeiros realiza protesto na manhã desta segunda-feira (20) em frente à Maternidade Barros Lima, na Avenida Norte, no Bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife. Os profissionais são servidores municipais da Prefeitura do Recife e revindicam reajuste salarial, além de melhorias nas condições de trabalho.

Segundo Ludmila Outters, presidente do Sindicato dos Enfermeiros de Pernambuco (SEEPE), grande parte dos profissionais trabalham em condições precárias. "Hoje a gente atende um número maior de pacientes do que deveria. Sem material, sem a estrutura suficiente e assaltos dentro das unidades. Segurança zero para os trabalhadores", denuncia a manifestante.

Ainda de acordo com Ludmilla, a Prefeitura alegou não ter condições de atender as demandas da classe. "A Prefeitura não quer negociar conosco. Fez uma reunião de negociação e disse que não vai poder atender as nossas demandas", lamenta.

Greve

No ato, os profissionais entregaram uma carta aberta à população. Além de denunciar a precariedade das unidades de saúde do município, os manifestantes expõe uma possibilidade de greve no material. "Não aguentamos mais essa situação e por isso talvez nos próximos dias os trabalhadores entrem em greve", diz um trecho da carta.

Ludmilla afirma que o objetivo da carta é conscientizar a população para a situação dos enfermeiros."Estamos tentado chamar atenção da população para nossa causa", explica a presidente do SEEPE.


Mais Lidas