TRATAMENTO

Saiba como funciona a Afrezza, insulina inalável liberada pela Anvisa


A Afrezza comercializada no formato de pó, em cartuchos com três tipos de dosagem

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 04/06/2019 às 15:58
Reprodução/ Internet
FOTO: Reprodução/ Internet
Leitura:

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta segunda-feira (3), a comercialização do produto Afrezza, uma insulina que pode ser inalada. O medicamento é comercializado no formato de pó, em cartuchos com três tipos de dosagem.

Para utilizar a Afrezza, o paciente com diabete precisa encaixar o cartucho no inalador e aspirar o pó. A substância, então, chega ao pulmão e é absorvida pela corrente sanguínea, onde reduz os níveis de açúcar no sangue.

Segundo o endocrinologista Francisco Bandeira, embora o medicamento não seja uma novidade, ele traz melhorias aos que foram anteriormente lançados. Ainda de acordo com o especialista, a insulina inalável vem como uma alternativa ao medicamento injetável.

Confira os detalhes na reportagem de Max Augusto:

Uso da Afrezza

A Afrezza só pode substituir as aplicações de insulina de ação rápida ou ultrarrápida, que são conhecidas como bolus.

Esse tipo de insulina é utilizado geralmente antes de cada refeição, período no qual o organismo necessita de um volume maior do hormônio para compensar o açúcar ingerido. Mesmo com a aprovação da Anvisa, o medicamento deve demorar alguns meses para ser comercializado.

O preço também ainda não está certo. No Estados Unidos, onde a Afrezza já é comercializada desde 2015, a menor dose, de quatro unidades, custa 3,80 dólares, o equivalente a R$ 14,80.


Mais Lidas