Najila Mendes diz que agressões ocorreram pela falta de preservativo

A mulher que acusa o jogador Neymar pelas agressões sofridas, concedeu entrevista a Roberto Cabrini

DENÚNCIA
Najila Mendes diz que agressões ocorreram pela falta de preservativo

Najila Mendes, mulher que alega ter sido agredida por Neymar - Foto: Reprodução de vídeo

Rádio Jornal

A mulher que acusa o jogador Neymar de estupro, concedeu entrevista ao SBT na noite desta quarta-feira (5) e reforçou ter sido vítima de estupro e também de agressão. De acordo com Najila Mendes, as agressões teriam ocorrido porque o jogador queria ter relações sexuais com a suposta vítima sem preservativo. Ainda segundo a modelo, por várias vezes houve a recusa dela em continuar com o ato devido a falta de proteção.

Durante a entrevista, a modelo reforçou que o jogador foi agressivo e que tinha adotado uma postura diferente da que conheceu pelas redes sociais. "Eu conversei com ele como uma pessoa comum. Era um intuito sexual, um desejo meu e ficou até claro para ele", contou a suposta vítima. Ela disse ainda que as despesas da passagem de avião e do hotel em que ficou hospedada foram pagas pelo jogador. "Ele me perguntou quando eu poderia ir (a Paris) e eu disse: 'no momento eu não posso por questões financeiras'. Mas aí ele sugeriu que poderia resolver essa questão", completou. 

Veja o vídeo: 

 

Segundo Najila, no dia em que chegou em Paris, ela e o jogador se encontraram no hotel em que estava hospedada. No quarto, os dois ficaram trocando carícias e a modelo questionou se o jogador tinha levado preservativo. "A gente começou a trocar carícias, a se beijar e daí ele me despiu. Até aí foi tudo consensual. Só que depois ele começou a me bater. E eu falei assim: 'nos primeiros ok, estava tudo certo'. Só que depois começou a me machucar muito e eu falei: 'para, está doendo'. E ele respondeu: 'desculpa, linda'. Depois continuamos deitados na cama e eu falei: 'você trouxe preservativo? porque eu não tenho' e ele disse que não. Eu falei: 'então não vai acontecer nada além disso porque não podemos'", contou a modelo. 

Denúncia

Neymar foi acusado de estuprar uma mulher em Paris, na França, no último dia 15 de maio. A suposta vítima e o atleta teriam se encontrado em um hotel de luxo na cidade francesa após trocarem mensagens por WhatsApp. O Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo.

No documento, consta que o jogador teria ficado agressivo após troca de carícias e, mediante violência, praticado relação sexual sem o consentimento da mulher.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.