play_circle_outline
Rádio Livre

Anne Barreto e Rhaldney Santos

access_time

16:00

Balanço de Notícias

Wagner Gomes e Igor Maciel

access_time

18:00

A Hora do Ângelus

Ave Maria

play_circle_outline
Rádio Livre

Anne Barreto e Rhaldney Santos

access_time

16:00

Balanço de Notícias

Wagner Gomes e Igor Maciel

access_time

18:00

A Hora do Ângelus

Ave Maria

search close
EXPLORAÇÃO

Ministério Público do Trabalho lança campanha contra o trabalho infantil

Segundo a Organização Internacional do Trabalho, cerca de 2.400 milhões de crianças e adolescentes, entre 5 e 17 anos, trabalham no Brasil

As regiões Sudeste e Nordeste registram as maiores taxas de ocupação profissional de meninos e meninas.
As regiões Sudeste e Nordeste registram as maiores taxas de ocupação profissional de meninos e meninas.
Renato Spencer/Acervo JC Imagem

O Ministério Público do Trabalho lança, nesta semana, uma campanha nacional “Criança Não Deve Trabalhar, Infância é para Sonhar”, que tem o objetivo de reforçar a conscientização sobre o trabalho infantil.

Segundo dados divulgados pela Organização Internacional do Trabalho, cerca de 2.400 milhões de crianças e adolescentes, entre 5 e 17 anos, trabalham no Brasil. As regiões Sudeste e Nordeste registram as maiores taxas de ocupação profissional de meninos e meninas.

Confira os detalhes na matéria de Max Augusto:

A procuradora do Ministério Público do Trabalho de Pernambuco, Jailda Pinto, traça um perfil duro, mas explicativo do porquê existirem esses dados preocupantes. “Os pais dessas crianças não trabalham, não tiveram a educação necessária na idade certa e não foram qualificados para o mercado. O trabalho infantil é associado a pobreza e falta de educação das famílias”, afirmou.

A ação será desenvolvida através de uma série de atividades, que marcam o Dia Mundial do Combate ao Trabalho Infantil, que é celebrado nesta quarta-feira (12), como detalha a procuradora. “Nós vamos atender pessoas que queiram falar sobre o trabalho infantil, teremos reuniões com a rede de proteção da infância do município. No final da quarta-feira estaremos em uma exposição contra o trabalho infantil”, detalhou.

Jailda Pinto explica ainda como as pessoas podem ajudar a combater o trabalho infantil, não só durante a semana da campanha. “Nunca compre produtos ou serviços ofertados por crianças ou adolescentes. Uma das formas que a sociedade ajudar a combater essa grave violação aos direitos desses menores é aderindo a campanha”, completou.

Até sexta-feira (14) as atividades propostas pelo Ministério Público do Trabalho de Pernambuco incluem reuniões, exposições, atividades interativas e ações de fiscalização. Para saber mais detalhes da programação é só acessar o site www.prt6.mpt.mp.br.


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.