CHUVAS

Morte no túnel do Pina: motorista presta depoimento e é liberada

Uma mulher morreu afogada após o veículo em que estava ficar submerso no túnel do Pina; a motorista e uma outra passageira sobreviveram

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 14/06/2019 às 18:17
Brenda Alcântara/ JC Imagem
FOTO: Brenda Alcântara/ JC Imagem
Leitura:

A motorista de 35 anos que dirigia o carro durante um acidente que aconteceu na noite dessa quinta-feira (13), no Túnel Josué de Castro, no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife, prestou depoimento e foi liberada. Após se recusar a realizar o teste do bafômetro no local, ela foi encaminhada à delegacia para prestar esclarecimento. No acidente, a psicóloga Mirelly Paula da Silva, de 34 anos, morreu afogada. Uma outra mulher estava no carro e sobreviveu.

Sinalização

Mulher estava acompanhada de duas amigas quando o carro entrou no túnel alagado do pina
Mulher estava acompanhada de duas amigas quando o carro entrou no túnel alagado do pina
Reprodução/Rádio Jornal

Segundo a motorista, não deu para perceber que o túnel estava alagado, porque não havia sinalização. "A gente entrou no túnel e não tinha sinalização. Eu tentei dar ré, mas não tinha mais acesso. Não tinha como", alegou.

O tenente Raí Pimentel, do 19º Batalhão da Polícia Militar, afirmou que havia sinalização no local e o carro pode ter passado em velocidade. "Foi um acidente de trânsito que ocorreu aqui. O veículo passou pelo bloqueio do túnel e caiu na água. O que foi passado é que havia sinalização, mas não era ostensiva. O carro pode ter passado em alta velocidade", argumentou o oficial.

De acordo com o gerente da Autarquia de Trânsito e transporte Urbano do Recife (CTTU), Fabiano Ferraz, alegou que havia sinalização no túnel e destacou que a motorista se recusou a fazer o teste de alcoolemia. "Infelizmente elas passaram sem o cuidado devido. Havia também um caminhão, que inclusive estava enviesado para a retirada de água. A CTTU convidou a condutora para fazer o teste do bafómetro, mas ela se recusou", destacou o gerente.

O acidente

Três mulheres estavam dentro de um carro seguindo pela Via Mangue quando acessaram o Túnel Josué de Castro, que estava alagado. A motorista afirmou que não teria percebido que o túnel do Pina estava interditado e, ao entrar, não conseguiu mais voltar, pois o automóvel ficou submerso.

A vítima teria até conseguido sair do veículo, segundo os bombeiros, porém não sabia nadar e morreu no local. As outras duas conseguiram sobreviver.

A Polícia Civil informou que instaurou um inquérito para investigar o caso. Por meio de nota, a polícia disse que o caso está sendo conduzido como morte a esclarecer e vai ficar sob a responsabilidade da Delegacia de Delitos de Trânsito, com o delegado Paulo Jeann. Ainda na nota, a polícia afirma que o delegado só vai se pronunciar após as investigações.

Confira a íntegra da nota da Polícia Civil

"A Polícia Civil informa que quinta-feira (13/06/19), no Túnel Josué de Castro, no Bairro do Pina, a pessoa de Mirelly Paula da Silva, de 34 anos, veio a falecer em decorrência de acidente com um automóvel, no qual ela se encontrava como passageira. O veículo, ao entrar no túnel, se deparou com um alagamento, vindo o automóvel a boiar e a vítima não conseguiu sair de dentro do mesmo. No automóvel também se encontrava outras duas pessoas de nome Thais Santana Ferreira, de 25 anos e Jackeline Maria da Silva Lima, de 35 anos, que conseguiram sair do automóvel logo após o acidente.

A princípio, o caso está sendo conduzido como morte a esclarecer, mas a Polícia Civil instaurou Inquérito Policial e investiga o caso. O caso vai ficar sob a responsabilidade da Delegacia de Delitos de Trânsito com o Delegado Paulo Jeann que só vai se pronunciar após as investigações."

Mais Lidas