João Campos, conselheiro do TCE, morre vítima de ataque cardíaco

João Campos era tio da primeira-dama de Pernambuco

MORTE
João Campos, conselheiro do TCE, morre vítima de ataque cardíaco

O conselheiro estava no município de Gravatá, no Agreste do Estado - Foto: Reprodução/TV Jornal

JC Online

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE) e tio da primeira-dama Ana Luiza Câmara, João Campos, morreu neste sábado (22), aos 49 anos.

Segundo o TCE, Campos faleceu vítima de um ataque cardíaco em Gravatá, no Agreste de Pernambuco. Por meio de nota, o presidente do TCE, Marcos Loreto, confirmou a informação e lamentou a morte do conselheiro. "A notícia deixa a todos nós, que fazemos o TCE, extremamente consternados", diz um trecho do comunicado. 

Leia nota na íntegra

"É com profundo e imenso pesar que comunicamos o falecimento do conselheiro do Tribunal de Contas de Pernambuco, João Henrique Carneiro Campos, ocorrido neste sábado, 22, na cidade de Gravatá, ocasionado por um ataque cardíaco. A notícia deixa a todos nós, que fazemos o TCE, extremamente consternados. À família, nossos mais sinceros pêsames."

 Velório

O velório está previsto para começar às 18h no no Cemitério Morada da Paz, no município do Paulista. O sepultamento será neste domingo (23) e o horário ainda não foi definido. 

Carreira

João Henrique Carneiro Campos, de 49 anos, graduou-se em direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em 1994. Fez parte do Escritório de Advocacia Prof. José Meira e do Departamento Jurídico do Banco Banorte S/A, enquanto ainda era estudante.

Depois, passou a integrar o escritório Campos Advogados S/C Ltda. Campos ainda foi diretor jurídico da Fundação de Desenvolvimento Municipal do Interior de Pernambuco (Fiam). Nos biênios de 2005-2007 e 2008-2010, foi Desembargador do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), na classe jurista, e também foi vice-presidente da Escola de Direito do TRE.

Em 2011, foi empossado conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.