ILHA DE ITAMARACÁ

Reeducando é morto a tiros em tumulto na Penitenciária Barreto Campelo


Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários, a Penitenciária Barreto Campelo está com 1.957 presos, mas tem capacidade para 430

Atualizado às 17h49
Atualizado às 17h49
Publicado em 26/06/2019 às 14:03
Bobby Fabisak/JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Uma briga entre reeducandos da Penitenciária Professor Barreto Campelo, na Ilha de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife deixou um reeducando morto a tiros na manhã desta quarta-feira (26). A confusão teve início por volta das 10h e em nota à imprensa, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que houve uma briga entre os reeducandos. Inicialmente, havia a informação de que dois presos ficaram feridos, mas o número foi atualizado para três.

De acordo com o Instituto de Criminalística, Pedro Henrique Alfredo de Souza, de 27 anos, foi executado a tiros, facadas e pauladas. Em nota, a Secretaria de Ressocialização informou que os feridos foram levados para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista. Eles foram identificados como Marcone Bernardo da Silva, de 34 anos; Leandro paixão Borges, de 39; e Edeildo Pedro da Silva, de 38 anos.

Equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar realizaram uma revista pente-fino na Penitenciária Barreto Campelo na tarde desta quarta-feira. Armas de fogo, munições, facas, drogas e celulares foram apreendidos. O número de feridos foi atualizado para três pela Seres.

Superlotação

Segundo João Carvalho, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, a última contagem realizada na unidade, antes do São João, a Penitenciária Barreto Campelo está com 1.957 presos, mas tem capacidade para 430.

Confira os detalhes no flash de Marcela Maranhão:


Mais Lidas