Reforma da Previdência: Daniel Coelho acredita que apoio da população ajudará na aprovação

A oposição decidiu manter a obstrução em plenário para adiar a votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados

VOTAÇÃO
Reforma da Previdência: Daniel Coelho acredita que apoio da população ajudará na aprovação

Líder do Cidadania na Câmara, deputado Daniel Coelho (PE) - Foto: Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados vota ainda nesta terça-feira (9) em primeiro turno a reforma da Previdência. O texto foi aprovado na comissão especial semana passada e agora precisa passar por duas votações na Câmara e duas no Senado. O deputado Daniel Coelho, líder do partido Cidadania na Câmara, está otimista quanto à aprovação da matéria e aponta o apoio da população. 

A oposição decidiu manter a obstrução (recursos regimentais para atrasar os trabalhos) em plenário para adiar a votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Após reunião na tarde desta terça, o líder da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), disse que os deputados contrários à reforma vão apresentar o chamado kit obstrução com pedidos de adiamento da sessão ou de retirada de pauta para atrasar o início da votação da proposta de emenda à Constituição (PEC 6/19).

O deputado Daniel Coelho, líder do partido Cidadania na Câmara, fala sobre a medida. “Essa obstrução significa, no mínimo, de oito a dez horas de embate para conseguir votar uma matéria. A gente tem um regimento antigo, ultrapassado, que foi formulado no bipartidarismo. Hoje nós temos 30 partidos no Brasil. Ela é extremamente cansativa e produtiva. Essa obstrução deve nos levar madrugada a dentro se quisermos votar a matéria, não tem outra possibilidade”, comentou.

Confira a entrevista completa:

Otimismo 

Sobre o placar da votação da reforma da Previdência, o deputado acredita que há os votos necessários para aprovar a medida. “Eu acho que tem os votos sim. Hoje não é uma reforma do governo, do ministro da Economia ou do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Ela virou uma questão nacional. A imprensa tem ajudado muito no esclarecimento do conteúdo da reforma. As pessoas têm feito debates intensos nas redes sociais. Pela primeira vez, a gente conseguiu formar uma maioria de opinião favorável à reforma na sociedade brasileira. Claro que tem muita gente contra, é um tema polêmico”, afirmou.

Ele acredita que o aumento do apoio popular vai ajudar na aprovação da reforma. “Uma coisa é você votar uma matéria quando a população ainda não entendeu. Hoje, até os que são contra a reforma, ninguém consegue mais ter um argumento válido para dizer que o Brasil não precisa fazer uma reforma da Previdência”, opinou o deputado.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.