EDUCAÇÃO

Tudo é muito novo, afirma reitora da UFRPE sobre o Future-se


O programa tem como objetivo financiar universidades e institutos federais

Pedro Guilhermino Alves Neto
Pedro Guilhermino Alves Neto
Publicado em 18/07/2019 às 20:17
Marcelo Camargo/Agência Brasil
FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta quarta-feira (17) quer criar um fundo de natureza privada, cujas cotas serão negociadas na Bolsa de Valores, para financiar as universidades e institutos federais. O MEC apresentou o programa Future-se aos reitores das universidades federais na última terça-feira (16) em Brasília.

A professora Maria José de Sena, reitora da Universidade Federal Rural de Pernambuco, participou da reunião no MEC. Maria explica quais foram as principais impressões e o que muda nas vidas das Universidades que decidirem aderir aos Future-se.

“Para nós gestores das universidades federais e dos institutos federais, tudo é muito novo. Nós não participamos da construção desse programa. Fomos apresentados ao programa anteontem. Tudo é muito novo. São conceitos novos, são disposições novas, metodologias novas, e é preciso, sim, um estudo muito aprofundado, tecnicamente trabalhado”, disse a reitora.

O programa fala em governança, gestão e empreendedorismo, pesquisa e inovação e internacionalização. A reitora explica se todos esses eixos já são feitos.

“Sim. Tudo isso que a gente já faz. Inclusive, a UFRPE é o primeiro lugar no estado em gestão e governança, rankidado pelo Tribunal de Contas da União”, afirmou.

Ouça a entrevista na íntegra:


Mais Lidas