Após chuvas, Prefeitura de Abreu e Lima trabalha na remoção da lama

Cinco pessoas morreram após deslizamento de barreira no bairro de Caetés, em Abreu e Lima

TRAGÉDIA
Após chuvas, Prefeitura de Abreu e Lima trabalha na remoção da lama

Cinco pessoas morreram no bairro de Caetés após deslizamento de barreira - Foto: TV Jornal

Uma semana depois da tragédia onde cinco pessoas morreram num deslizamento de terra no bairro de Caetés, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, caminhões e retroescavadeiras trabalham diariamente na retirada dos entulhos e da lama.

Ainda há muito o que fazer no local. A igreja ficou praticamente destruída. A energia do local só foi restabelecida nesta terça-feira (30). Apesar dos esforços, a chuva que não para dificulta os trabalhos, segundo explicou o secretário executivo de Obras de Abreu e Lima, Diego Feijó.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Abreu e Lima, Junior Lopes, ainda há famílias desabrigadas e alerta para quem ainda está em área de risco. “Nós estamos com 180 casas que sofreram interdição da Defesa Civil para retirar as famílias”, disse.

Confira os detalhes na reportagem de Isa Maria:

Mortes

As chuvas já provocaram 23 mortes no Grande Recife este ano. Além das 12 vítimas da quarta-feira (24), sete pessoas morreram em Camaragibe e uma em Jaboatão dos Guararapes por causa de deslizamentos de barreiras durante as chuvas de junho. No mesmo mês, uma mulher morreu afogada em um túnel no bairro do Pina, Zona Sul do Recife. Em Paulista, duas crianças morreram em março após a casa onde viviam ser atingida pela lama de uma barreira durante a madrugada. Em Caetés, cinco pessoas faleceram. 

  • Mariana da Silva, 19 anos - Caetés
  • Luiz Henrique, 15 anos - Caetés
  • Silvano da Silva, 49 anos - Caetés
  • Adalmir Ferreira dos Santos, 53 anos - Caetés
  • Maria Eduarda da Silva, 21 anos - Caetés

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.