Polícia já tem suspeitos de matar veterinária a tiros em Igarassu

A veterinária Nathália Regina de Andrade, de 34 anos, foi sepultada na tarde desta quarta-feira (31)

ASSASSINATO
Polícia já tem suspeitos de matar veterinária a tiros em Igarassu

A veterinária de 33 anos morreu no local - Foto: Reprodução/TV Jornal

O corpo da veterinária Nathália Regina de Andrade foi enterrado na tarde desta quarta-feira (31) no Cemitério Parque das Flores, no bairro do Sancho, na Zona Oeste do Recife. A mulher de 34 anos foi encontrada morta no banco do motorista de um carro, na estrada de barro no Engenho Monjope, na zona rural do município de Igarassu nesta terça-feira (30).

Segundo o delegado responsável pelo caso, André Luna, as investigações já contam com suspeitas preliminares. 

Ainda segundo a polícia, a médica veterinária estava acompanhada de um técnico. Ambos seguiam para uma granja quando foram surpreendidos por pelo menos dois homens armados em um carro prata que anunciaram o assalto. Nathália não teria atendido a ordem de parar e foi atingida por um tiro no pescoço. Ela ainda chegou a dirigir por alguns metros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O passageiro, que não teve o nome divulgado, correu e conseguiu se esconder no canavial.

De acordo com o pai da jovem, o ex-comissário da Polícia Civil Roberto José Cavalcanti, a veterinária costumava passar pelo local em que aconteceu o crime. 

Confira os detalhes na reportagem de Bruna de Oliveira:

Suspeitos usavam veículo roubado 

De acordo com informações da polícia, os suspeitos usavam um veículo que teria sido roubado horas antes da investida. O carro foi encontrado capotado na altura de Botafogo, em Itapissuma. Dentro estavam os documentos de Nathália Regina.

No momento, o caso está sendo tratado como latrocínio, roubo seguido de morte. A polícia civil agora atua para identificar os autores do crime.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.