play_circle_outline
Rádio Livre

Anne Barreto e Rhaldney Santos

access_time

16:00

Balanço de Notícias

Wagner Gomes e Igor Maciel

access_time

18:00

A Hora do Ângelus

Ave Maria

play_circle_outline
Rádio Livre

Anne Barreto e Rhaldney Santos

access_time

16:00

Balanço de Notícias

Wagner Gomes e Igor Maciel

access_time

18:00

A Hora do Ângelus

Ave Maria

search close
Reforma da Previdência

CUT convoca novas manifestações contra a Reforma da Previdência

As manifestações estão marcadas para a próxima terça-feira, com concentração na Rua da Aurora, centro do Recife

CUT convoca novas manifestações contra a Reforma da Previdência
CUT convoca novas manifestações contra a Reforma da Previdência - Foto: Brenda Alcântara/ JC Imagem

Uma nova mobilização contra a Reforma da Previdência está programada para a próxima terça-feira (13). Atos são esperados em todas as capitais do país. Em Pernambuco, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), coordena o movimento, com expectativa de diversas atividades em Recife, Arcoverde, Caruaru, Garanhuns, Petrolina e Cabo de Santo Agostinho.

O presidente da CUT Pernambuco, Pedro Rocha, afirma que além de protestar contra a Reforma da Previdência, as manifestações buscam defender a educação no país.

“Inicialmente a luta era contra a Reforma da Previdência que está em trâmite no Congresso Federal, mas logo em seguida, vieram diversos ataques a educação. Então será um dia de luta e mobilização contra a reforma da Previdência, e defesa da educação pública, que sofreu novos cortes nos últimos dias”, disse. 

O texto da PEC da previdência foi aprovado em segundo turno no último dia 7 de agosto, na Câmara dos Deputados. Agora a reforma segue para apreciação do Senado. O presidente da CUT acentua que essa movimentação é uma continuidade de um processo ilegítimo, que teve início no processo de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef.

“O golpe foi dado para retirar uma série de direitos da classe trabalhadora e impedir que outros direitos fossem conquistados.  Um dos direitos que está sendo retirado é com a reforma da Previdência. Os direitos estão contidos na previdência e estão sendo retirados, então se a gente não impedir agora, as próximas gerações vão sofrer muito”, alegou.

Após as manifestações desta terça, as Centrais Únicas de todo o país vão se reunir para traçar as próximas ações  visando se posicionar contra a Reforma da Previdência e em defesa da educação.

“Depois do dia 13, as Centrais vão se reunir, não só em Pernambuco, mas a nível nacional para traçar os próximos passos da luta. A gente avalia que ainda dá tempo de barrar a reforma da Previdência. Conseguimos derrubar em 2017 e ainda é possível derrubar em 2019”, afirmou Pedro Rocha.

As manifestações no Recife tem previsão para iniciar às 15h. Os manifestantes vão se concentrar na Rua da Aurora, em frente ao Ginásio Pernambucano, no centro do Recife e devem circular por algumas vias nas proximidades.


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.