RECEPTAÇÃO

Dupla é presa em flagrante com carga furtada em Vitória de Santo Antão


A carga foi furtada de um galpão em Vitória de Santo Antão em abril deste ano e é avaliada em mais de R$ 200 mil

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 20/08/2019 às 14:55
Reprodução/ TV Jornal
FOTO: Reprodução/ TV Jornal
Leitura:

Dois homens foram presos em flagrante, em Igarassu, com parte de uma carga de aparelhos de som que havia sido furtada em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul do Estado. Paulo Ricardo de Andrade, de 24 anos, e Rogério Raimundo de Souza, de 38 anos, foram encontrados em uma casa de shows, onde os equipamentos estavam.

Foram recuperados amplificadores, caixas e mesas de som. O roubo aconteceu em abril desse ano. A carga avaliada em mais de R$ 200 mil foi levada de dentro de um galpão. A polícia procura o restante dos equipamentos e o caminhão usado pelos bandidos para transportar os materiais.

O major Carlos Fiquene, subcomandante do 26º Batalhão da Polícia Militar (BPM), explica que no dia que o material foi levado por criminosos, não houve um roubo à mão armada. “Foi um furto que ocorreu pela madrugada lá em Vitória de Santo Antão. Quando o proprietário chegou pela manhã ele se deparou com a cena do galpão onde ele possuía os materiais dele guardados arrombado, o caminhão com todos os materiais subtraídos”, disse.

Outras pessoas podem estar envolvidas

Desde o dia do furto, o dono do material passou a divulgar fotos dos objetos furtados em grupos na internet. Ele reconheceu uma mesa de som digital de 32 canais que agora estava sendo alugada para terceiros. A Polícia Militar foi acionada e prendeu na Vila da Chesf, Paulo e Rogério, que foram encaminhados para a Delegacia de Paulista.

No dia do furto, os criminosos quebraram uma parede do galpão de onde retiraram o material. A polícia investiga se a dupla participou do crime ou se negociava o aluguel dos produtos.

Segundo o major, o dono da carga não reconhece os suspeitos presos. A polícia acredita que outras pessoas estão envolvidas no crime. “Eles não quiseram relatar de onde teriam adquirido, apenas que estariam negociando e oferecendo para locação [dos equipamentos] para pessoas interessadas em eventos e bandas”, detalhou o major.


Mais Lidas