ENFRENTAMENTO

Em parceria com o CNJ, TJPE promove ações contra violência à mulher


A iniciativa é realizada em todo o Brasil e objetivo é engajar a população no combate à violência contra as mulheres

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 21/08/2019 às 16:26
 Foto: Pixabay
FOTO: Foto: Pixabay
Leitura:

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o quinto país que mais mata mulheres. O assunto será tema de debate na 14ª Semana Nacional da Justiça Pela Paz em Casa, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A iniciativa é realizada em todo o Brasil e atua no combate à violência contra as mulheres.

Em Pernambuco, as ações são promovidas pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A desembargadora Daisy Andrade, coordenadora estadual da mulher, explica a ação. "Três meses do acontece um programa que foi instituído pelo Conselho Nacional de Justiça chamado Justiça Pela Paz em Casa em que todo o Poder Judiciário do país tem ações pontuais para falar sobre o enfrentamento da violência contra a mulher", disse.

A estação central do metrô do Recife recebe uma das ações do evento. A ideia é aproximar o diálogo com a população sobre a Lei Maria da Penha. Recentemente, o TJPE lançou o projeto mãos empenhadas, que visa capacitar profissionais da área da beleza para ajudar no combate à violência doméstica. A co-fundadora e vice-presidente do Instituto Maria da Penha, Regina Célia, comenta a importância de ações como essas. Confira os detalhes na reportagem de Beatriz Albuquerque:

Na sexta-feira, uma roda de conversa vai ser promovida no hall do Fórum Rodolfo Aureliano, com o tema: “Quem ama não maltrata: como identificar a violência nas relações íntimas de afeto”. A conversa acontece das 14h até às 16h30.


Mais Lidas