MEC

Ministro da Educação garante que estudantes de graduação não pagarão por universidade


O ministro da Educação, Abraham Weintraub, sinalizou que os recursos contingenciados das universidades públicas federais serão desbloqueados em setembro

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 23/08/2019 às 17:58
Rafael Carvalho/Agência Brasil
FOTO: Rafael Carvalho/Agência Brasil
Leitura:

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse, em entrevista ao programa Passando a Limpo desta sexta-feira (23) que possivelmente os recursos contingenciados das universidades públicas federais vão ser desbloqueados a partir de setembro deste ano. Segundo ele, os estudantes de graduação não vão pagar mensalidades.

De acordo com o ministro, a aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados gerou um ambiente favorável para a retomada da atividade econômica o que permite descontingenciar os recursos para as instituições públicas de ensino.

Questionado sobre o assunto do momento, a Amazônia, o ministro seguiu uma linha de argumentação semelhante à do presidente Jair Bolsonaro.

Future-se

O ministro falou sobre o programa Future-se e tranquilizou os universitários a respeito da especulação de cobrança de mensalidade nas universidades públicas. “Não vamos cobrar mensalidade dos alunos de graduação”, disse.

Confira os detalhes na reportagem de Victor Tavares:

Reitor da UFPE

Perguntado sobre a escolha do reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o ministro ressaltou que acredita que a instituição pernambucana terá uma eleição "dentro da legalidade".

Em abril deste ano, a UFPE divulgou as regras para a consulta prévia à comunidade acadêmica e a organização das listas tríplices. O ministro explicou, porém, que a possibilidade de indicação de um nome fora da lista só ocorreria em caso de fraudes no processo.


Mais Lidas