Instituto Maria da Penha inaugura primeira unidade em Pernambuco

Unidade oferece orientação jurídica e psicológica, além de cursos de qualificação profissional para vítimas de violência doméstica

MARIA DA PENHA
Instituto Maria da Penha inaugura primeira unidade em Pernambuco

Os cursos serão gratuitos e terão duração de até 90 dias - Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem

A primeira unidade do Instituto Maria da Penha (IMP) no Recife será inaugurada na tarde desta quinta-feira (5), às 14h30. A entidade tem o objetivo de dar apoio e orientação a mulheres vítimas de violência, além de colocá-las no mercado de trabalho. O Instituto ocupará o segundo andar do prédio da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação do Estado, na Avenida Marquês de Olinda, 150, no Bairro do Recife. É a primeira unidade no Estado e a segunda do Brasil, pois a primeira atua há 10 anos, em Fortaleza (CE).

De acordo com a vice-presidente do Instituto Maria da Penha, Regina Célia, as mulheres vão poder contar com cursos especializados. Ela esclarece como vai funcionar o atendimento.
"Terão direito todas as mulheres que tiverem medida protetiva, o que varia de 20 a 30 mulheres por mês. Elas vão passar primeiro pelo Centro de Referência Clarice Lispector, e depois, passar pelo Instituto Maria da Penha. No Instituto, vão ser acrescentadas à elas orientações jurídicas, psicológicas, e também uma formação de cidadania, direitos e deveres das mulheres, principalmente, no mercado de trabalho", esclareceu.

Ela conta os pontos que os cursos vão abordar junto às mulheres.
"Os cursos têm duração de 2 a 3 meses, porque depois que elas passarem pelo Instituto Maria da Penha, elas passam pela Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação, onde elas vão aperfeiçoar a sua expertise, como também vão ser incentivadas a desenvolver sua veia empreendedora", disse.

Segundo Regina, Pernambuco foi escolhido por ter uma ligação forte com a própria Maria da Penha.
“Pernambuco foi escolhido porque o Estado é a segunda casa de Maria da Penha. É aqui onde desde 2006, a Maria da Penha vem, e nós temos aqui o curso de voluntariado defensores dos direitos da cidadania", concluiu.

Confira reportagem de Juliana Oliveira:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.