ATROPELAMENTO

Homicídio doloso: motoqueiro que matou estudante na Boa Vista é indiciado


O motoqueiro Marcos André Borges Ferreira, de 51 anos, atropelou e matou a estudante de odontologia e fugiu sem prestar socorro

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 06/09/2019 às 15:15
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

O protesto da família da estudante Alessandra Tamyris Tristão Santos, de 23 anos, não foi em vão. A jovem morreu após ser atropelada por um motociclista no dia 16 de agosto, na Avenida Conde da Boa Vista, na área central do Recife. Após conclusão do inquérito, a Polícia Civil indiciou o condutor por homicídio doloso (quando há intenção de matar).

O inquérito foi concluído na última quarta-feira (4) e foi presidido pelo delegado Paulo Jeann. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) poderá acatar ou não a decisão da polícia.

Segundo a corporação, dentre as diligências realizadas para a conclusão do inquérito, foi utilizado o resultado da perícia da velocidade no local e do exame do Instituto de Medicina Legal (IML), além das oitivas das testemunhas.

A 7ª Vara Criminal da Comarca de Recife acatou o pedido de suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do motociclista, mas negou o pedido de prisão preventiva.

O acidente

A estudante Alessandra Tamyris Tristão Santos, de 23 anos, estava prestes a se formar em odontologia. O sonho dela foi interrompido na última sexta-feira (16), após ser atropelada por um motociclista. A vítima estava na calçada. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu.

O motociclista fugiu do local sem prestar socorro. Testemunhas disseram que ele estaria embriagado. Alguns relataram que ele vinha fazendo manobras imprudentes e em alta velocidade desde o bairro do Derby. Quando invadiu a calçada, o motociclista ainda atingiu uma gestante, que foi atendida no local, mas não teve ferimentos graves.

Alessandra foi arremessada com o impacto e acabou falecendo. O corpo da estudante foi sepultado no dia 17 de agosto, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, sob forte comoção.

O motoqueiro responsável pelo crime, Marcos André Borges Ferreira, de 51 anos, se apresentou à polícia de Delitos de Trânsito no dia 20 de agosto. Ele foi ouvido e liberado porque livrou o flagrante.


Mais Lidas