PRISÃO

Polícia Federal prende quadrilhas suspeitas de assaltos a Correios


PF realizou realizou prisões de duas quadrilhas diferentes. Elas realizaram assaltos em Bom Jardim, no mês passado e em Timbaúba, nesta quinta-feira (12)

Publicado em 12/09/2019 às 10:31
Foto: EBC
FOTO: Foto: EBC
Leitura:

Três pessoas foram presas na madrugada desta quinta-feira (12) suspeitas de tentar assaltar a agência dos Correios em Timbaúba, na Zona da Mata Norte. Elas foram levadas à sede da Polícia Federal (PF). Ainda com informações preliminares, o chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro, explica o que já foi coletado.

"A informação preliminar que nós temos é que esses bandidos, por volta das 3h da madrugada, entraram na agência dos Correios de Timbaúba, fazendo um buraco na parede, e quando estavam se dirigindo ao cofre para retirar o dinheiro, a Polícia Militar foi acionada e chegou a tempo. Os bandidos tentaram se evadir do local quando perceberam a presença do efetivo policial, mas não conseguiram. Ele foram detidos, e agora estão prestes a serem autuados em flagrantes", esclareceu.

Outro caso

A Polícia Federal (PF) com o apoio da Força Nacional, que está atuando em Paulista, também realizou nesta quarta-feira (12) a prisão de dois suspeitos de ter envolvimento em um assalto à uma agência dos Correios no município de Bom Jardim, no Agreste de Pernambuco, no dia 1° de agosto. Segundo informações da PF, cinco pessoas investiram contra essa agência, e até o momento, quatro pessoas foram presas. O último segue foragido.

“A prisão desses dois últimos aconteceu depois das investigações prosseguirem naquela agência e nós descobrimos o nome deles e onde residiam, que era em Paulista. Nós solicitamos o apoio da Força Nacional, e com um efetivo unido, fomos até essa residência. Um deles tentou fugir, mas foi detido pelos policiais”, explicou Giovani Santoro.

Foram presos Jobson Riccelly Santos Barros, de 24 anos, e Vinícius Oliveira de Souza, de 23 anos, que tentou fugir. Os dois já possuíam antecedentes criminais por assalto com arma de fogo, e uso de entorpecentes e agressão à mulher, respectivamente. Santoro explica quais vão ser os procedimento judiciais contra os dois.
“Eles foram trazidos para a Polícia Federal, autuados em flagrantes por assalto a mão armada, e se forem acusados, podem pegar penas de 4 a 10 anos de prisão. Já passaram por audiência de custódia e estão no Cotel a disposição da polícia”, disse.

Segundo a PF, as duas quadrilhas não tem nenhuma ligação. "São quadrilhas distintas. Apesar de atuarem em assalto envolvendo os Correios, eles não tem nenhuma ligação entre si. A gente sabe que o crime realmente é cíclico. Essas pessoas atuam no tráfico de drogas para comprar armas, para investir em assaltos bancários, e também, essa questão do assalto a mão armada. Apesar de ter semelhanças, essas quadrilhas não estão interligadas”, concluiu.

A Polícia Federal disse que o nome do foragido é Tiago Roberto Vidal de Farias. Uma foto também foi divulgada. As pessoas que tiverem informações para contribuir com a investigação da Polícia deve entrar em contato através do Disque-Denúncia: 3421-9595.


Mais Lidas