Único sobrevivente à raiva humana no país dá exemplo de resiliência

Marciano Menezes da Silva, de 26 anos, contraiu raiva humana após ser atacado por um morcego

DO SERTÃO
Único sobrevivente à raiva humana no país dá exemplo de resiliência

Jovem foi atacado no dia 7 de setembro de 2008 por um morcego - Foto: Felipe Ribeiro/ JC Imagem

A segunda matéria da série Reencontros mostra como está Marciano Menezes da Silva, de 26 anos, único sobrevivente da raiva humana no Brasil. Onze anos se passaram desde que Marciano colocou o Sertão pernambucano no mapa da esperança.

O jovem tinha 15 anos quando foi mordido por um morcego, na madrugada do dia 7 de setembro de 2008. Marciano venceu a raiva humana e continua morando no mesmo sítio, onde a família nasceu e se criou, na zona rural de Floresta, a 430 quilômetros do Recife.

Após o incidente com o morcego, Marciano retornou a Floresta em setembro de 2009, depois de quase um ano internado no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife, onde fez o tratamento inédito e vitorioso.

Ajuda

Quem quiser ajudar Marciano e sua família pode doar qualquer quantia no Bradesco, em nome de João Gomes de Menezes, agência 6039-9, conta-poupança 1001208-2.  

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.