DO SERTÃO

Único sobrevivente à raiva humana no país dá exemplo de resiliência


Marciano Menezes da Silva, de 26 anos, contraiu raiva humana após ser atacado por um morcego

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 16/09/2019 às 16:43
Felipe Ribeiro/ JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/ JC Imagem
Leitura:

A segunda matéria da série Reencontros mostra como está Marciano Menezes da Silva, de 26 anos, único sobrevivente da raiva humana no Brasil. Onze anos se passaram desde que Marciano colocou o Sertão pernambucano no mapa da esperança.

O jovem tinha 15 anos quando foi mordido por um morcego, na madrugada do dia 7 de setembro de 2008. Marciano venceu a raiva humana e continua morando no mesmo sítio, onde a família nasceu e se criou, na zona rural de Floresta, a 430 quilômetros do Recife.

Após o incidente com o morcego, Marciano retornou a Floresta em setembro de 2009, depois de quase um ano internado no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife, onde fez o tratamento inédito e vitorioso.

Ajuda

Quem quiser ajudar Marciano e sua família pode doar qualquer quantia no Bradesco, em nome de João Gomes de Menezes, agência 6039-9, conta-poupança 1001208-2.


Mais Lidas