RECLAMAÇÃO

Longas filas para marcar consultas e exames no Hospital Barão de Lucena


As pessoas estão reclamando da dificuldade para marcar ultrassons e consultas com o mastologista

Publicado em 18/09/2019 às 14:58
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A busca por marcação de exames tem gerado grandes filas nos corredores do Hospital Barão de Lucena, na Caxangá, Zona Oeste do Recife. As quartas-feiras são reservadas para marcar consultas de mastologia e exames de ultrassom. Muitas pessoas viraram a noite na unidade, mas sem a certeza de ser atendido. Desde as primeiras horas desta quarta (18), o público em geral tem encontrado dificuldades para conseguir fichas e posteriormente ser encaminhado para marcação dos exames.

A auxiliar de serviços gerais Ivonia Baptista saiu cedo de Camaragibe e tenta marcar uma ultrassonografia há oito dias. "Não apenas eu, mas muita gente tenta fazer a marcação da ultrassonografia de mama. Desde terça que tem marcação de mamografia. O que restou de ontem, ficou para hoje. É uma dificuldade para todos nós", disse.

Já a autônoma Dalvina Francisca dos Santos tenta fazer a ultrassom mamária há três meses, mas não consegue. Ela conta que está com problemas no seio. "Fiz uma mamografia e acusou alguma coisa. Fiquei muito nervosa, chorei. Há meses que venho tentando (a consulta). Me deram o encaminhamento, só que para marcar uma ultrassonografia está muito difícil. Não tem condições", lamentou.

Resposta

Segundo a direção do Hospital Barão de Lucena, as marcações acontecem diariamente, atendendo a um calendário pré-estabelecido, de acordo com cada especialidade médica. Nesta quarta foram disponibilizadas 200 fichas para os pacientes que tentaram marcar o exame de ultrassom de mama. Também foram distribuídas 219 fichas para a primeira consulta com o mastologista. No entanto, diante da grande demanda, a previsão é que sejam feitas 570 marcações, sendo 450 para o próximo mês e 120 para o início de novembro. A direção ressalta que tem trabalhado para implantar um novo modelo de marcação no ambulatório para facilitar o acesso e trazer mais comodidade para os pacientes.

Confira reportagem de Lilian Fonseca:


Mais Lidas