TRATAMENTO

IMIP realiza ação para conscientizar sobre fissura labiopalatina

O IMIP mantém centro especializado, único do Norte e Nordeste, no tratamento da fissura labiopalatina, popularmente conhecida como lábio leporino

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 02/10/2019 às 18:15
Felipe Ribeiro/ JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/ JC Imagem
Leitura:

O Centro de Atenção aos Defeitos da Face do IMIP (CADEFI) promove durante esta semana a 2ª Semana Pan-Americana de Fissura Labiopalatina. O objetivo é divulgar o problema, conhecido como lábio leporino, popularizar as opções de tratamento e também capacitar profissionais e estudantes da área de saúde, assim como trocar experiências com pacientes e familiares.

A fissura é um defeito congênito comum que ocorre quando certos elementos e estruturas do corpo não se fundem, durante o desenvolvimento do embrião. As fissuras podem envolver o lábio e/ou palato (o céu da boca), que é composto por palatos duro e mole.

A fenda pode tomar só o lábio ou atingir o sulco entre os dentes, a gengiva, o maxilar superior até alcançar o nariz. Já na fissura palatina (do palato ou céu da boca), a abertura pode atingir todo o céu da boca e a base do nariz. Em todo o mundo, a cada 700 crianças uma nasce com fissura de lábio e/ou palato.

Confira os detalhes na entrevista com o cirurgião plástico dr. Rui Pereira, que falou sobre o tratamento:

Cadefi

Por mês, o CADEFI realiza uma média de 50 cirurgias reparatórias de fissuras e cerca de mil atendimentos, incluindo psicológicos, fonoaudiológicos e odontológicos. Por ano, o serviço atende cerca de 400 novos pacientes.

O Cadefi conta com uma parceria com a ONG Smile Train, instituição filantrópica internacional que já ajudou crianças em mais de 90 países. Susannah Schaefer, presidente e diretora executiva da Smile Train, visitou o serviço pela primeira vez, nesta quarta-feira (2).

A parceria entre o IMIP e a ONG Smile Train permite a oferta de um serviço de qualidade do CADEFI e garante a realização das cirurgias dos pacientes.

Mais Lidas