Saúde

Campanha contra verminoses atende 2,5 mil escolas em Pernambuco


A abertura aconteceu na manhã desta quarta-feira (16), em Olinda. O tratamento das verminoses pode ser feito com alunos de 5 a 14 anos

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 16/10/2019 às 14:52
Imagem: Jaílton Júnior / TV Jornal
FOTO: Imagem: Jaílton Júnior / TV Jornal
Leitura:

Desconforto abdominal, cólicas, perda de apetite, diarreia, anemia, deficiência de vitaminas e de outros nutrientes e dificuldade no aprendizado. Esses são alguns dos sintomas que as verminoses podem causar. Para combater o problema, a secretaria estadual de saúde lançou nessa quarta-feira (16), uma campanha em todas as escolas municipais de Pernambuco.

A gerente da secretaria, Rosimery Melo, relembra os hábitos que são indispensáveis para prevenir as doenças.

"As medidas de prevenção estão muito voltadas aos hábitos. então, lavar as mãos antes de ingerir alimentos, lavar as mãos depois de ir ao banheiro, ter o cuidado com a higiene dos alimentos que a gente ingere".

Dose Única

Cada aluno recebe uma dose única do medicamento antiparasitário Albendazol. O remédio é fornecido pelo Ministério da Saúde e utilizado no tratamento de infecções causadas por vários parasitas intestinais e dos tecidos. A campanha conta ainda com a presença de um mascote super-herói, que leva às crianças orientações de como evitar as verminoses.

A escola municipal dom Azeredo Coutinho, que fica no bairro de Peixinhos, em Olinda, foi a primeira a receber as ações, nesta quarta-feira.

Público-alvo

O público da campanha é composto por crianças de cinco a 14 anos, que é a faixa etária mais vulnerável a verminoses. Para que a criança receba a dose do medicamento Albendazol, é necessário que os pais ou responsáveis assinem um termo de autorização, fornecido pela escola. A previsão é de que mais de 2.500 instituições de ensino sejam atendidas, contemplando mais de quinhentos mil estudantes da rede pública.

Confira os detalhes na reportagem de Betânia Ribeiro.

Ouça:


Mais Lidas