IRREGULARIDADES

Procon PE vai retirar do comércio canudinhos de fábricas interditadas


O Procon encontrou diversas irregularidades nas fábricas de salgados

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 09/11/2019 às 19:22
Divulgação/Procon-PE
FOTO: Divulgação/Procon-PE
Leitura:

Depois de uma fiscalização realizada numa fábrica clandestina de canudos na zona rural de Moreno, outra fábrica e duas distribuidoras localizadas em cidades da Região Metropolitana do Recife, que funcionavam de forma ilegal, foram interditadas e terão seus produtos recolhidos do comércio.

De acordo com o Procon, os produtos das três marcas envolvidas serão recolhidos do comércio de todo o estado de Pernambuco a partir da próxima segunda-feira (11).

Segundo a gerente de fiscalização do Procon Pernambuco, Danielly Sena, na fábrica de canudos, que levou às outras interdições, as equipes do Procon e da vigilância sanitária encontraram um cenário completamente insalubre, onde foram recolhidos e descartados 304 mil canudos.

A vigilância sanitária revelou que foram encontradas embalagens de três marcas na granja onde funcionava a fábrica de canudos. As três marcas embalavam e vendiam, além dos canudos produzidos em Moreno, alimentos como salgadinhos, biscoitos e bolachas.

Na segunda etapa da fiscalização, a equipe visitou e interditou uma fábrica em Paulista e duas distribuidoras localizadas em Jaboatão dos Guararapes e no bairro da Madalena, no Recife.

Nas três empresas, foram encontradas diversas irregularidades na rotulagem, como detalhou a coordenadora de vigilância sanitária da Apevisa, Ana Paula Vanderley.


Mais Lidas