Corpo de adolescente venezuelano morto a tiros é velado em Igarassu

A mãe do venezuelano de 15 anos estava bastante consternada com a morte do filho, vítima de bala perdida

VIOLÊNCIA
Corpo de adolescente venezuelano morto a tiros é velado em Igarassu

Família se despede do adolescente venezuelano morto a tiros em Igarassu - Foto: JC Imagem

Sob forte comoção da família e de amigos o corpo do venezuelano Juahn David Magalhães, de 15 anos, está sendo velado nesta segunda-feira (11) na Associação dos Moradores de Mumbaba, no centro de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife.

Ele foi morto a tiros neste domingo (10) e, segundo testemunhas, ele não era o alvo dos disparos. O sepultamento de Juahn ocorre nesta terça-feira (12), às 10h, no cemitério de Igarassu

Segundo a mãe da vítima, ela chegou a Pernambuco com os três filhos em fevereiro deste ano com o apoio da ONU. Eles foram beneficiados por um programa de reencontro familiar.

De acordo com Jacari Barrio, eles vieram encontrar um sobrinho dela que já estava morando em Igarassu, acolhido pela ONG Aldeias Infantis. Desde que chegou, ela está morando com a família numa casa alugada no centro da cidade. A mãe dela, avó de Juahn, chegou na cidade há mais ou menos dois meses. Toda a família está chocada com o crime.

O amigo de Juahn, que presenciou o crime e preferiu não se identificar, o alvo do atirador seria um homem com quem a esposa estaria tendo uma relação extraconjugal. Como ele não encontrou o alvo, efetuou vários disparos, que atingiram três venezuelanos que estavam no local para buscar doações.

Confira os detalhes no flash de Marcela Maranhão:

 

Vítimas

Juahn David Magalhães foi atingido na cabeça e nas costas e morreu no local. Os outros atingidos pelas balas, Daniel Lopes, de 25 anos, e Juahn Sanches, 32, sobreviveram aos ferimentos. Eles foram socorridos para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, mas já receberam alta.

Poucas horas após o crime, Jonas Jeferson de Menezes Lima, de 25 anos, foi preso suspeito de envolvimento no crime. Ele teria sido responsável por dirigir o veículo que levava o atirador e ajudá-lo na fuga. Ele foi preso como coautor do homicídio e das duas tentativas de homicídio. Ele passa por audiência de custódia na tarde desta segunda.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.