Rio tem 6ª morte de crianças e adolescentes por bala perdida este ano

Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, de 5 anos, estava indo para a escola quando foi atingida por uma bala perdida

VIOLÊNCIA
Rio tem 6ª morte de crianças e adolescentes por bala perdida este ano

Garota estava com a mãe quando foi atingida - Foto: Acervo pessoal

A menina Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, de 5 anos, morreu ontem (12), vítima de uma bala perdida, quando estava indo para a escola com a mãe. O crime ocorreu na Praça Cohab, em Realengo, na zona norte do Rio de Janeiro.

A criança estava indo para a escola com a mãe, na hora do almoço, de bicicleta, quando três homens armados e encapuzados saíram de um carro atirando, na Praça da Cohab. O alvo dos atiradores era o adolescente Davi Gabriel Martins do Nascimento, de 17 anos, que também morreu.

Segundo a tia-avó de Ketellen, Daise da Costa, a menina ainda tentou tranquilizar a mãe no momento que foi atingida. "Mesmo caída no chão, ela dizia: 'Mãe, não chora, não, mãe'", lembrou emocionada.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, a menina chegou a ser levada para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), e posteriormente para o Hospital Albert Schwietzer, onde foi operada, mas morreu à noite.

Equipes da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) fazem diligências em busca de testemunhas e de câmeras de segurança para localizar os assassinos.

Ketellen é a sexta vítima 

Essa é a sexta morte de crianças e adolescentes por bala perdida este ano no estado.

- Em 14 de fevereiro, Jenifer Silene Gomes, de 11 anos, foi baleada no peito quando estava na porta do bar da sua mãe, na Rua Bergamo, na Zona Norte do Rio. Ela não resistiu e faleceu. 

- No dia 17 de março,  Kauan Peixoto, de 12 anos, morreu após ser baleado no pescoço e no abdômen durante um confronto entre policiais militares e criminosos na comunidade da Chatuba, em Mesquita, na Baixada Fluminense.

- Kauã Rozário, de 11 anos, foi atingido por uma bala perdida durante um tiroteio que deixou um homem morto e outro ferido na Vila Aliança, em Bangu, no dia 10 de maio. Ele ficou seis dias internado até ter morte cerebral.

- Kauê dos Santos, de 12 anos, foi baleado na cabeça e morreu durante operação policial no Chapadão, na Zona Norte do Rio, no dia 9 de setembro.

- Ágatha Félix, de 8 anos, foi alvejada dentro de uma Kombi na comunidade da Fazendinha, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio. Moradores denunciaram que ela foi atingida por disparos efetuados por policiais militares. O crime aconteceu no dia 21 de setembro e teve repercussão nacional. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.