Comunidades pesqueiras participam de audiência pública no Recife

A audiência aconteceu para apresentar uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Comunicação Caranguejo Uçá, a UFPE e a Fundaj

AUDIÊNCIA
Comunidades pesqueiras participam de audiência pública no Recife

A audiência pública aconteceu na tarde desta sexta-feira (22), na Ilha de Deus, Zona Sul do Recife - Foto: Reprodução/TV Jornal

Moradores de comunidades pesqueiras do Recife participaram, na tarde desta sexta-feira (22), de uma audiência pública na comunidade da Ilha de Deus, na Zona Sul do Recife.  Na ocasião, os pescadores apresentam uma pesquisa sobre a cadeia produtiva da pesca na capital pernambucana.  O estudo foi realizado pelo núcleo de comunicação Caranguejo Uçá, da Ilha de Deus, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco e a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj)

Edson Fly, jornalista integrante do Caranguejo Uçá, destaca alguns dos dados mais importantes levantados pela pesquisa. “Fizemos a pesquisa baseado em uma comunidade que é símbolo dessa cultura da pesca, que é a Ilha de Deus. Chegamos a conclusão que nove entre cada dez casas da Ilha de Deus, tem alguém que trabalha diretamente com a pesca. Oito em cada dez moradores exerce atividades pesqueiras. Seis em cada dez pescadores dedicam-se ao sururu, ao marisco, ao camarão e a essa cultura que é vista como exótica, quando na verdade trata-se de espécies que são oriundas dessa realidade. Só a comunidade da Ilha de Deus que tem 372 famílias movimentam RS 200 mil por mês e cerca de R$ 2,4 milhões anualmente", explicou Fly.

O resultado do levantamento e as queixas das comunidades estão sendo apresentados aos representantes de órgãos municipais, como as secretarias de Desenvolvimento Econômico, Saúde e de Assistência Social, além do Ministério Público de Pernambuco. A audiência pública foi convocada pelo vereador Ivan Moraes (PSOL) que preside a mesa. 

Ouça o flash de Marcela Maranhão:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.