Após suspensão, aulas da FOP serão transferidas em 2020 para o ITEP

A Faculdade de Odontologia de Pernambuco (FOP) teve as aulas suspensas após problemas estruturais

PROBLEMAS ESTRUTURAIS
Após suspensão, aulas da FOP serão transferidas em 2020 para o ITEP

A Faculdade de Odontologia de Pernambuco (FOP) teve as aulas suspensas após problemas estruturais - Foto: Reprodução/Google Street View

Após a Universidade de Pernambuco (UPE) decidir suspender o funcionamento da Faculdade de Odontologia de Pernambuco (FOP), em Tabatinga, Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR), as aulas serão transferidas para as instalações do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP), na Cidade Universitária, no Recife.

A medida, emergencial, foi tomada pela UPE para preservar a integridade e segurança dos estudantes, professores e servidores. Um relatório de inspeção realizado pelo setor de engenharia indicou problemas estruturais, elétricos e de infiltração na unidade.

Os estudantes já foram informados sobre os locais (unidades da própria UPE) onde deverão finalizar as atividades do semestre, já que o calendário acadêmico foi mantido sem prejuízo para os alunos.

No dia 11 de novembro a equipe de engenharia da Secretaria Executiva de Defesa Civil do Estado realizou uma vistoria em conjunto com a Defesa Civil de Camaragibe nas unidades ocupadas por dezenas de famílias na área do entorno da Fop/UPE. Na ocasião, a Defesa Civil do Estado recomendou ao município e a UPE a evacuação do trecho compreendido entre a caixa d’água, junto à escola existente, até o auditório situado no final da edificação.

Durante a vistoria em conjunto com a Defesa Civil Municipal ficou agendado para o dia 12 de novembro o cadastramento das famílias que se encontravam na área de risco.

Estrutura da FOP

O prédio foi inaugurado em 1962 para ser a sede do Seminário Regional do Nordeste. A FOP se mudou para lá dez anos depois. A faculdade conta com aproximadamente 400 alunos na graduação. Mantém, ainda, turmas de especialização, mestrado e doutorado, com cerca de 300 alunos. Além de 80 professores, 50 servidores técnicos-administrativos e aproximadamente 2.000 atendimentos semanais à população nas clínicas da unidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.