TRÂNSITO

PRF alerta para os riscos de acidentes ao dirigir e mexer no celular


A combinação de direção e celular é a terceira maior causa de mortes no trânsito do Brasil

Publicado em 29/01/2020 às 10:35
Bruno Campos/Rádio Jornal
FOTO: Bruno Campos/Rádio Jornal
Leitura:

Celular e direção são uma combinação perigosa. Uma pesquisa realizada em 2018 pela Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) apontou que o uso do celular é a terceira maior causa de mortes no trânsito do Brasi, ficando atrás apenas do excesso de velocidade e do consumo de álcool pelos motoristas. A utilização indevida do aparelho na hora de dirigir provoca cerca de 150 óbitos por dia e quase 54 mil por ano.

Segundo o assessor de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Cristiano Mendonça, a corporação está realizando um trabalho de fiscalização e conscientização para alertar os riscos da utilização do celular ao dirigir. "A PRF estará realizando uma blitz educativa e também com foco na fiscalização. Estaremos orientando as pessoas sobre os cuidados que devem ter ao assumir a direção dos veículos, entre eles, a questão do celular jamais deve ser realizada", disse.

Já no caso dos motoristas de aplicativo, Mendonça reforça a necessidade de ter uma atenção redobrada para evitar possíveis acidentes. “Nesses casos, eles devem ter uma atenção redobrada. Muitas vezes atendem um pedido de uma corrida e se precisarem mandar alguma mensagem, devem parar em algum local seguro para responder aos passageiros. Jamais devem digitar enquanto estiver dirigindo, pois isso pode ser sinônimo de acidente", ressaltou.

O motorista que utiliza o fone de ouvido ao dirigir o veículo está cometendo infração média, no valor de R$ 130 e a punição de quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Já quem estiver segurando ou manuseando o celular está cometendo a infração gravíssima, no valor de R$ 293, e com punição de sete pontos na CNH.

Mendonça ainda recomenda que os motoristas nunca parem para filmar algum acidente nas vias. "Nesses casos, o trânsito se torna mais lento e os motoristas devem ter um cuidado maior nessa situação. Jamais devem parar para filmar o veículo, nem filmar enquanto estiver dirigindo. A recomendação é que as pessoas sigam viagem normalmente até para melhorar o fluxo do trânsito", concluiu.

Ouça a reportagem de Mônica Ermírio:


Mais Lidas