Cobradora salva bebê que se engasgou dentro de ônibus no Cabo

O motorista do ônibus entrou em contato com o Corpo de Bombeiro por meio do 193 e passou as orientações para Maria José, que realizou o procedimento

SOCORRO
Cobradora salva bebê que se engasgou dentro de ônibus no Cabo

Cobradora (E), motorista do ônibus (C) e mãe do bebê (D) - Foto: Wellington Lima/TV Jornal

Uma história que poderia ter terminado em tragédia, mas teve um final feliz. Na noite dessa quinta-feira (30), uma cobradora de ônibus salvou a vida de uma bebê de apenas um mês e oito dias, que havia se engasgado dentro do coletivo. O caso aconteceu no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. A menina estava com a mãe e avó quando o fato aconteceu.

Entenda

Uma mãe de 17 anos estava no ônibus com a filha de apenas um mês e oito que havia se engasgado. Ao perceber o desespero da mãe e da avó, o motorista do ônibus, identificado como seu Zito e a cobradora Maria José, pararam o coletivo e ligaram para o Corpo de Bombeiros através do telefone 193 para pedir ajuda.

Por meio do celular, o Bombeiro Militar Edson Mendes passou as instruções de como desobstruir as vias aéreas do bebê para seu Zito, que prontamente foi informando Maria José. Com as orientações, ela pegou a bebê e realizou o procedimento para desengasgar a criança. A cobradora explica a sensação de poder ajudar a mãe e a jovem menina. "Graças a Deus deu tudo certo. A mãe estava muito aperreada, chorando muito e a criança já estava ficando roxa. Quando vi aquela situação, ia chorar, mas mantive a calma e o bombeiro passou todos os procedimentos, a gente fez e conseguimos". 

Já seu Zito, motorista do coletivo, afirmou que ficou muito preocupado ao ver a criança ficando roxa."Fiquei muito emocionado e senti como se aquela criança fosse um filho ou neto meu. Quando vi a mãe apavorada, chorando muito e a criança já roxa. Então disse para emborcar a criança enquanto eu ligava para o Corpo de Bombeiros e graças a Deus eles agiram muito rápido e a gente conseguiu salvar a criança”, disse.

Ouça a história por meio do flash de Juliana Oliveira:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.