Prédio abandonado no centro do Recife oferece risco de desabamento e área é isolada

O prédio tem 10 andares e está localizado na Rua da União, no bairro da Boa Vista, na área central do Recife

ALERTA
Prédio abandonado no centro do Recife oferece risco de desabamento e área é isolada

Estrutura inacabada apresenta alto risco de desabamento, de acordo com técnicos da CODECIR - Foto: Reprodução/TV Jornal

Um prédio com dez andares localizado na Rua da União, no bairro da Boa Vista, na área central do Recife, está com a estrutura comprometida e oferecendo riscos. O edifício, com cerca de 40 anos, está abandonado e partes da construção já caíram. Por causa do perigo, quatro barracas e um estacionamento de veículos vão ser fechados. Eles tiveram dois dias para sair do local.

Desde quando foi abandonado, a Defesa Civil monitora a situação da edificação. Esta semana, parte do concreto despencou e caiu sobre uma barraca e um carro estacionado. Os técnicos da Defesa Civil foram chamados, fizeram uma vistoria e constataram um risco alto de desabamento.

O secretário de Defesa Civil do Recife, Cassio Sinomar, fala sobre a situação do prédio. “É um prédio que não teve sua finalização por completo. Praticamente não tem tido nenhuma recuperação, nenhuma manutenção e está aí há anos (...) Nos últimos dias, com o agravamento de desprendimento de material cada vez mais existiu a necessidade da gente ampliar o perímetro de segurança da área e garantir a segurança das pessoas que passam por aqui”, contou.

Comerciante reclama  

A comerciante Natanaela Jéssica vende almoço em uma das barracas próximas ao local e que precisará ser fechada. “A gente trabalha apreensiva. A gente sabe o risco que está correndo, mas é uma situação que não envolve só quatro famílias, envolve mais pessoas. Chegaram, deram uma ordem [de desocupação], não deram nenhuma posição positiva pra gente”, criticou.

Segundo Natanaela, o prejuízo já está sendo sentido. “Desde quarta-feira que a gente está tendo prejuízo. Em questão de almoço, a gente vende de 150 até 200, na quarta a gente só vendeu 15”, contou.

O secretário de Controle Urbano do Recife, João Braga, garantiu que vai encontrar uma solução para todos os comerciantes e donos de estacionamentos da área. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.