Brasileiro Democracia em Vertigem concorre ao Oscar em meio a críticas

Você acha que Democracia em Vertigem merece ganhar o Oscar de Melhor Documentário?

CINEMA
Brasileiro Democracia em Vertigem concorre ao Oscar em meio a críticas

Petra Costa é a diretora do documentário Democracia em Vertigem - Foto: Reprodução/ Twitter

Neste domingo (9), acontece a cerimônia do Oscar, uma das maiores premiações do cinema mundial. E o Brasil está concorrendo a uma estatueta com a produção de Petra Costa, Democracia em Vertigem, que concorre na categoria de Melhor Documentário. O filme retrata o processo de impeachment de Dilma Rousseff. A película, uma produção lançada pela Netflix em 2019, dividiu opiniões de brasileiros, que foram contra ou a favor da maneira como a diretora contou a história.

Traçando um paralelo com a própria trajetória de vida, o documentário de Petra aborda o impeachment de Dilma, a prisão do ex-presidente Lula e a eleição à Presidência da República de Jair Bolsonaro.

A cineasta Petra Costa, assim que a indicação do documentário foi divulgada pela Academia, publicou um post na sua conta no Twitter dizendo estar "em êxtase" pelo reconhecimento do seu trabalho e que espera que a obra possa "possa nos ajudar a entender o quão crucial é proteger nossas democracias".

Um dos críticos ao filme foi o jornalista e apresentador de TV Pedro Bial, que chamou o doc de "insuportável". Outra crítica ocorreu através do perfil da Secretaria de Comunicação da Presidência da Repúbica (Secom) no Twitter, com um vídeo em que afirma que a diretora está "difamando a imagem do Brasil".

No podcast “O Fato É…”, da Rádio Jornal, os jornalistas Thiago Wagner e Leonardo Spinelli conversaram sobre o assunto e falaram dos limites de um documentário e se necessariamente esse estilo de filme tem compromisso em retratar a realidade. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.