"É desesperador", conta filho de mulher vítima de cárcere privado e espancamento em Olinda

A vítima tinha 53 anos e foi socorrida por policiais

CASO DE POLíCIA

A mulher conseguiu pegar um documento para dar entrada no auxílio-doença - Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

Um caso de cárcere privado e espancamento contra uma mulher, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife, revoltou a população. A vítima de 53 anos conseguiu pedir ajuda e foi socorrida por policiais, na noite da sexta-feira (15), para a Unidade de Pronto Atendimento(UPA) na Cidade Tabajara. Em seguida, foi encaminhada para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central do Recife, onde passou por exames.

Suspeito é preso

De acordo com a polícia, o suspeito do crime é o companheiro dela. O homem foi preso pelos policiais e levado para a Central de Plantões da Capital (Ceplanc). O casal morava juntos há cerca de dois meses. Em entrevista ao Jornal do Commercio, o filho da vítima relatou estar abalado com o caso.

"A gente vê essas histórias na televisão, novelas e acha que isso não está perto da gente, mas, eu acabei de vivenciar uma situação que é como uma cena de filme. A pessoa estava sendo trancada em casa, sendo manipulada pelas redes sociais. É desesperador. Meu irmão está desesperado em casa, eu estou meio abalado, mas tentando me manter forte, porque só tem eu para resolver toda a situação, acompanhar, ir à delegacia. A ficha ainda não caiu totalmente", disse.

Leia mais no JC Online

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.