Hospital Correia Picanço registra 75 novos casos suspeitos de agulhadas no Carnaval

O número de pacientes foi registrado da noite de terça-feira (25) até a manhã desta quarta-feira (26)

CRIME
Hospital Correia Picanço registra 75 novos casos suspeitos de agulhadas no Carnaval

75 novos casos de agulhadas foram registrados desde a noite dessa terça-feira (25) - Foto: Foto: Reprodução / Governo do Estado de Pernambuco

A manhã desta quarta-feira (26) registrou um movimento tranquilo no Hospital Correia Picanço, no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife. No entanto, de acordo com informações de funcionários, desde às 19h de terça-feira (25) até o presente momento, 75 pessoas deram entrada na unidade de saúde alegando terem sido vítimas de agulhadas no Carnaval do Recife e em Olinda.

Entre as vítimas, um rapaz de Caruaru disse ter sentido a agulhada durante um show na noite passada, no Recife Antigo. Ele preferiu não gravar entrevista, mas se mostrou decepcionado com o Carnaval da cidade.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), desde o início do Carnaval até às 18h da terça, 69 pessoas tinham sido vítimas das agulhadas. No Hospital Correia Picanço, as pessoas estão sendo medicadas para evitar o contágio do vírus HIV e outras infecções, além de registrar queixas junto a uma equipe da Polícia Civil que está presente na unidade de saúde contabilizando os casos e emitindo os boletins de ocorrências.

Ouça o flash de Isa Maria:

Ano passado

No Carnaval de 2019, houve registro de mais de 270 casos de possíveis vítimas de agulhadas, no carnaval de Olinda e Recife. Um inquérito policial foi aberto e, segundo a SDS, as investigações continuam sob a responsabilidade da Delegacia do Rio Branco. Até o momento, ninguém identificou os retratos falados feitos com base nos depoimentos das vítimas.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.