Saiba quais são os grupos de risco do novo coronavírus

Até o momento, a maior parte dos casos de morte ligados ao novo coronavírus ocorreu em pacientes idosos

PANDEMIA
Saiba quais são os grupos de risco do novo coronavírus

A maior parte dos casos de morte ligados ao novo coronavírus ocorreu em pacientes idosos - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os cuidados com a prevenção da Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus, devem ser tomados por toda a população, mas algumas pessoas devem ter atenção redobrada para não se contaminar. São as que fazem parte dos grupos de risco. Entre elas, estão os idosos; pessoas com problemas de coagulação, como a trombose; hipertensos, diabéticos, portadores de doença arterial coronariana e de doença renal crônica. Os profissionais de saúde também fazem parte deste grupo.

A maior parte dos casos de morte ligados ao novo coronavírus ocorreu em pacientes idosos. Com um sistema imunológico mais frágil, esses pacientes são naturalmente mais vulneráveis. Quanto mais velhos, maiores são os riscos. A baixa imunidade também atinge pessoas com problemas renais.

Nos diabéticos, o excesso de glicose no sangue afeta o funcionamento do sistema imunológico. É recomendado que, principalmente neste período, os pacientes mantenham uma rotina de atividades físicas, dieta balanceada e controle da glicemia. Esses são cuidados essenciais para que os diabéticos fiquem menos suscetíveis. Essas pessoas também têm uma tendência maior a desenvolver quadros inflamatórios.

No caso dos hipertensos e cardíacos, o risco está ligado ao fato de que o novo coronavírus afeta o coração, pode causar inflamação do miocárdio e ainda anula o efeito de medicamentos que combatem a hipertensão arterial.

Gravidade dos casos

Os números mostram que cerca de 80% das novas infecções são classificadas como leves, 13% graves e apenas 4% são críticas. No momento, o recomendado é manter a higiene das mãos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.