TRÂNSITO

Recife tem movimento tranquilo após suspensão de aulas nas universidades


A decisão de suspender as aulas foi tomada no domingo (15), em reunião com integrantes do Consórcio Pernambuco Universitas e os institutos federais

Publicado em 16/03/2020 às 10:37
Wellington Lima / JC Imagem
FOTO: Wellington Lima / JC Imagem
Leitura:

Após a determinação do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), de suspender as aulas da rede municipal de ensino e também da rede privada como medida de prevenção contra o novo coronavírus (Covid-19), o movimento nesta manhã começou tranquilo no Centro da cidade. A determinação também vale para as universidades federais e particulares do estado, onde os alunos estão com as aulas suspensas a partir desta segunda-feira (16). Ainda não há informação de quanto tempo as aulas vão ficar suspensas nas universidades e nas escolas municipais.

A princípio, algumas universidades declararam que as aulas estão suspensas até o dia 31 de março. As aulas suspensas devem ser tiradas do período de férias no mês de julho, no entanto, em alguns casos específicos, a decisão fica a critério de cada instituição de ensino. Já nas escolas municipais, os alunos ficarão 15 dias sem aulas, que também serão retiradas das férias de julho.

Unicap

A Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) está com os portões abertos, mas não tem alunos. Alguns funcionários disseram que receberam o informativo de que as aulas estariam suspensas a partir desta segunda-feira (16). A determinação aconteceu após uma reunião na tarde desse domingo (15) com os representantes do Consórcio Pernambuco Universitas e os institutos federais do estado.

A Unicap realiza uma reunião nesta manhã para deliberar como será o trabalho dos funcionários durante o período em que a instituição estiver sem aula.

Arquidiocese Olinda e Recife

De acordo com a Arquidiocese de Olinda e Recife, as missas e celebrações vão continuar sendo realizadas, mas os idosos acima de 70 anos de idade devem evitar is as igrejas. Esses idosos receberão a comunhão em casa pelos ministros mais jovens das igrejas. Quem tiver interesse em continuar indo para as missas e celebrações e tiver abaixo de 70 anos, podem ir, mas devem evitar contatos físicos durantes as celebrações


Mais Lidas