CORONAVÍRUS

Turista pernambucano relata situação no Peru após governo fechar fronteiras


O Peru já registrou 86 casos confirmados de coronavírus

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 17/03/2020 às 14:13
Fernando Frazão/ Agência Brasil
FOTO: Fernando Frazão/ Agência Brasil
Leitura:

Um grupo com cerca de 50 brasileiros ficou preso no Aeroporto Internacional Alejandro Velasco Astete, na cidade de Cusco, no Peru, após o governo do país fechar as fronteiras no último domingo (15). A decisão tem o objetivo de evitar a propagação do novo coronavírus.

A medida teve aplicação quase imediata: estrangeiros e locais têm que obedecer a uma quarentena obrigatória. Museus e restaurantes já não podem funcionar e o transporte internacional e doméstico ficou suspenso desde às 23h59 desta segunda (16).

Pegos de surpresa com o fechamento súbito das fronteiras e a proibição de voos internacionais, os turistas brasileiros no Peru estão sem opção de transporte para voltar, retidos em cidades com comércios e hotéis fechados e preços nas alturas e com a orientação de não saírem às ruas por ao menos 15 dias. O pernambucano Renan Albuquerque relata a situação no país:

Itamaraty

O Itamaraty, por sua vez, diz que está dando apoio aos brasileiros e vendo com o governo peruano uma forma de ajudá-los a retornar. Segundo o órgão, atualmente há 3.770 turistas brasileiros em território peruano. O Peru registrou até agora 86 casos confirmados de coronavírus. Na noite de domingo (15), o presidente Martín Vizcarra decretou estado de emergência nacional para evitar a propagação da doença.


Mais Lidas