Em pronunciamento, Bolsonaro critica governadores por isolamento e chama coronavírus de "gripezinha"

Presidente afirmou ainda que é necessário reabrir o comércio e retirar a proibição de transportes públicos

CORONAVíRUS
Em pronunciamento, Bolsonaro critica governadores por isolamento e chama coronavírus de

Presidente Jair Bolsonaro - Foto: Agência Brasil

Rádio Jornal

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou governadores e a imprensa durante pronunciamento feito em rede nacional de rádio e tv, nesta terça-feira (24).

Bolsonaro voltou a chamar a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, de “gripezinha” e “ resfriadinho”. O presidente da república também criticou a imprensa, afirmando que, no começo da epidemia, os meios de comunicação brasileiros foram "na contramão", espalhando, segundo ele, a sensação de pavor na população acerca do coronavírus.

Crítica

Em relação aos gestores estaduais, Bolsonaro destacou que governadores se apegam ao que ele chama de “conceito de terra arrasada”. Contrariando as recomendações da Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde, que destacam a importância da quarentena para evitar a propagação da doença, o presidente alegou que as pessoas "precisam voltar à normalidade" e que é necessário reabrir o comércio e retirar a proibição de transportes públicos nas ruas.

Repercussão 

Após o pronunciamento de Jair Bolsonaro, o  presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), usou o Twitter para se manifestar. "Cabe aos brasileiros seguir as normas determinadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde em respeito aos idosos e a todos que estão em grupo de risco." Disse.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) também usou a rede social para comentar as declarações. "Não é o momento de ataque à imprensa e a outros gestores públicos." Completou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.