Em post irônico, ministro da Educação insinua que China sairá fortalecida com a crise

Na postagem, o ministro da Educação troca a letra R pelo L, característica do personagem Cebolinha, da Turma da Mônica

CORONAVÍRUS
Em post irônico, ministro da Educação insinua que China sairá fortalecida com a crise

Postagem foi feita neste sábado - Foto: Reprodução/ Twitter

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, ironizou a China com um quadrinho da Turma da Mônica e insinuou que o país asiático sairá fortalecido da crise causada pela pandemia do novo coronavírus. 

Na postagem feita neste sábado (4), ele troca a letra R pelo L, característica do personagem Cebolinha, e usou uma imagem da Turma da Mônica ambientada na Muralha da China. 

Veja a publicação:

Crise diplomática gerada por Eduardo Bolsonaro 

Duas semanas atrás, o governo federal entrou em crise diplomática com a China, depois de o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, acusar o país asiático de ter escondido informações sobre o início da pandemia do coronavírus. Em um post no Twitter, ele disse que "a culpa é da China e liberdade seria a solução".

O embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, reagiu às acusações e exigiu a retirada imediata das palavras do deputado e um pedido de desculpas ao povo chinês. A página da Embaixada da China no Brasil também cobrou explicações.  

Diante das críticas, o deputado federal Eduardo Bolsonaro publicou uma nota em que disse que jamais ofendeu o povo chinês e que o Brasil não quer problemas com o país asiático.”Esclareço que compartilhei postagem que critica a atuação do governo chinês na prevenção da pandemia, principalmente no compartilhamento de informações que teriam sido úteis na prevenção em escala mundial”, escreveu.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.